quinta-feira, 19 de junho de 2014

More Than Friends - 85° Capítulo + Harry's POV



Estava chegando em casa quando meu celular começou a tocar. Vi o nome do Peter no visor e achei esquisito. Deve ser algo sobre a festa, mas pelo que eu saiba, a Gemma que conversou com ele.

LIGAÇÃO ON
- Harry? - ele perguntou, com a voz meio falha.
- Sim, oi. - eu respondi, parando no semáforo.
- Onde você está? - que tipo de pergunta é essa?
- Indo para casa, porque?
- Eu estou no hospital. É que... A Melissa... Ela, bem...
- O que tem a Melissa? - perguntei preocupado.
- O Chris bateu o carro.
- QUE? Mas ela tá bem? Não foi nada grave, né? - eu perguntei torcendo para que ele dissesse "sim".
- Vem para cá. - ele disse e encerrou a chamada.
LIGAÇÃO OFF

O semáforo abriu e eu fui "voando" para o hospital. Quando cheguei lá, falei com a recepcionista que eu queria ver a Melissa Mikaelson. Ela me disse o andar e que não sabia se eu poderia entrar no quarto que ela estava.
Subi de elevador, era o 14° andar. No corredor, haviam vários bancos, um com Peter, Jenna, Niall e Nicholas.
Eu fui até eles e Peter estava com os olhos vermelhos, provavelmente por chorar, a Jenna estava chorando, Niall a consolando e Nicholas parecia pensativo.
- Como ela está? - eu perguntei ansioso.
- Ela vai entrar em cirurgia em meia hora. - o Nicholas disse.
- Mas não é grave, né?
- Ela lesionou a medula espinhal, pode ficar tetraplégica ou... nem sair viva. - o Peter respondeu com pesar.
Senti o meu coração parar, eu não posso viver sem a Melissa! Não, não, não! Pensar nisso é doloroso, essa ideia é inadmissível. E eu sei que se ela sobreviver e ficar tetraplégica, ela vai ser infeliz, preferir ter morrido, mas - se ela sobreviver - eu vou fazer tudo para que ela seja feliz, ao meu lado. Eu não aceito perder Melissa Mikaelson! Se - Deus a livre - ela morrer, eu vou ser infeliz e sei que não vou mais encontrar a felicidade. Posso me casar, ter filhos e amá-los, mas nunca vou superar Melissa Mikaelson. Ela é o amor da minha vida e o amor da minha vida não pode morrer, eu não vou deixar!
- Harry, eu posso conversar com você? Em particular. - o Peter disse e eu assenti. Ele levantou e começamos a andar sem rumo. - Eu conversei com a Melissa agora a pouco e ela está tão assustada com isso quanto nós, mas sua maior preocupação é se você a aceitaria tetraplégica. Não deve ser fácil para você, mas a Melissa te ama como eu nunca a vi amar alguém...
- Eu não vou deixá-la. - eu o interrompi e ele me olhou, sorrindo fraco.
- Você sabe como vai ser, né?! Digo, ela não andará mais e...
- A Melissa é tudo para mim, Peter, eu realmente não vou deixá-la.
- Eu sempre achei que vocês eram perfeitos um para o outro. Agora eu tenho certeza.
Voltamos para o banco e eu sentei no canto do banco, ao lado do Nicholas.
- Como está o meu filho? - uma mulher alta, magra, elegante, em seus máximos 35 anos chegou, perguntando ao Peter.
- Ele está em cirurgia, não puderam esperar a senhora chegar. - a Jenna respondeu com a voz embargada.
- E como foi o acidente? - ela perguntou preocupada.
- O Chris foi para a pista contrária e quando desviou seu lado bateu em um carro e o ônibus que estava na pista contrária foi desviar e bateu de frente.
- O estado dele é mais grave que o da Mel? - ela perguntou curiosa.
- Sim. Ele teve hemorragia cerebral e lesionou a medula espinhal. - o Peter olhou para baixo.
A mulher começou a chorar e se ajoelhou no chão. Peter, Jenna e Niall a consolaram.
- Com licença. - um médico disse, aparecendo do nada. - A mãe de Christopher Reed chegou?
- Sim, eu sou a mãe dele. - a mulher disse se levantando apressadamente.
- Seu filho está em processo cirúrgico, não pudemos esperar.
- Tudo bem. Doutor, quais são chances de que ele saia vivo, sem sequelas?
- São mínimas, senhora Reed. - a mãe do Chris voltou a chorar.
- Familiares de Melissa Mikaelson. - um outro médico apareceu e nós quatro levantamos. - Ela vai entrar em processo cirúrgico em poucos minutos, mas está consciente. Ela perguntou se Harry Styles está aqui.
- Sou eu. - eu disse e acompanhei o médico.
Ele deu instruções sobre como eu deveria agir. Falar baixo e não citar coisas que a deixariam irritada.
O médico abriu a porta e eu entrei, ela estava de olhos fechados. Parecia minha Melissa, sem mudanças, só parecia estar dormindo.
- Mikaelson, o senhor Styles está aqui. Vou deixá-los à sós, volto em poucos minutos.
Ele saiu da sala e ela abriu os olhos. Eu me aproximei e sentei em sua cama, olhando para o seu rosto. Eu coloquei minhas mãos na sua e ela viu.
- Eu não sinto. - ela disse decepcionada.
- Eu te amo. - eu disse sincero, olhando no fundo dos seus olhos.
- Harry, você sabe que eu vou ficar assim para sempre, né? Eu nunca mais vou ter uma vida normal, isto é, se eu voltar. - não consigo nem pensar nessa hipótese.
- Melissa Lea Mikaelson, eu me recuso a escutar todo esse papo. Eu sei o que você vai falar, mas nada vai me afastar de você.
- Eu não quero que você passe o resto de sua vida tendo que cuidar de mim, perdendo seu tempo de vida.
- Desde que eu esteja com você, nada mais importa. - eu disse, olhando em seus olhos.
- Você tem certeza que é isso o que quer?
- Se eu não te apoiasse nos momentos mais difíceis, que tipo de amor seria esse? - eu disse sincero.
- Você é perfeito. Eu te amo. - uma lágrima escorreu por seu rosto e eu a sequei.
- Notas mentais: não chorar quando não se consegue mexer os braços. - ela disse sorrindo sarcástica.
- Com licença, preciso levar a senhorita Mikaelson para o centro cirúrgico. - o médico disse entrando no quarto.
- Eu te amo. - ela sussurrou.
- Estarei aqui te esperando. - eu sussurrei.
- Nos dê licença, por favor. - o médico pediu e eu assenti.
Levantei, dei um beijo na testa da Melissa e saí do quarto.
Não consegui me segurar e comecei a chorar. Cheguei onde Peter, Nicholas, Jenna e Niall estavam e Jenna me abraçou. Isso fez com que eu chorasse mais.
Eu não posso perder a Melissa! Ela é o que eu tenho de mais puro e precioso. Meses atrás eu nem a conhecia, e "existia" bem, mas quando a conheci eu comecei a viver. Amar, entre tantas coisas, também é viver, é quando você vive por outra pessoa e não "existe" apenas. E sem a Melissa eu vou voltar a apenas existir.
Sentei no canto do banco e continuei chorando sozinho, com o rosto escondido nas mãos.
Niall falou que precisava ir, pois precisava cuidar do seu sobrinho, já que todos iriam sair. Ele beijou Jenna, saudou Peter e Nicholas e deu dois tapinhas nas minhas costas, logo indo embora.
O tempo foi passando e passando e passando, a irmã do Chris chegou e Daniel também.
Um médico apareceu e falou com a mãe do Chris. Segundo ele, o Chris só ficou com uma sequela: perda total da memória. Pelo que entendi, ele esqueceu coisas relacionadas à sua vida, mas coisas como o ano que a Revolução Francesa começou, não. A mãe do Chris - que descobri se chamar Julia - soluçou e foi convidada a ver o filho, que estava sedado.
Já havia escurecido quando meu celular começou a tocar. Li o nome do Louis e atendi.

LIGAÇÃO ON
- Harry? - ele perguntou.
- Louis. - eu disse sem emoção. Já parei de chorar, mas sinto como se tivesse um vazio no meu peito. O médico ainda não disse nada, mas a cirurgia está muito demorada.
- Ainda na casa da Mel?
- Não, no hospital.
- Hospital?! Tudo bem?
- A Melissa estava com o Chris e o carro bateu.
- Sério?! Mas ela está bem?
- Ela deve estar no meio da cirurgia agora. Ela lesionou a medula espinhal.
- Então ela pode ficar paraplégica? - Louis disse "paraplégica" com pesar.
- Tetraplégica, são as chances máximas.
- Nas mínimas ela fica bem?
- Nas mínimas... Ela morre.
- Oh... ahm... Mas é claro que ela tem chances de ficar totalmente boa.
- 0,01%.
- Não duvide da medicina. Não vai ser um acidente que vai derrubar Melissa Mikaelson, vai? E o garoto, o Chris?
- Perdeu totalmente a memória.
- Olha pelo lado bom, ele não vai lembrar que gostava dela.
- Louis, não tem lado bom nessa história.
- Desculpa. Quando você tiver informações sobre ela, me avise.
- Ok.
LIGAÇÃO OFF

Encerrei a chamada e fiquei fitando a parede.
- Eu vou tomar um café. Vocês querem algo? - Daniel perguntou e eu, Jenna, Peter, Stephanie e Nicholas negamos.
Deve ser triste ter um irmão que não vai se lembrar de você e uma amiga que pode morrer ou ficar tetraplégica no dia do seu aniversário, como essa Stephanie. Com certeza é o pior aniversário da vida dela.
Escutei passos no corredor e vi Nathan Sykes e Max George se aproximando. Fala sério, quem chamou esses caras?
Eles e Peter se cumprimentaram e começaram a conversar como se fossem conhecidos de longa data. Saíam daí, o cunhado é meu.
Ok, Harry, ter ciumes da namorada é uma coisa, do cunhado é outra totalmente diferente.
O Nathan sentou ao lado do Peter e o Max sentou ao lado do Nathan.
- Parentes de Melissa Mikaelson. - um médico disse e o Peter levantou. - A cirurgia finalmente foi finalizada.
O médico suspirou, pronto para continuar sua sentença.

LKAJHFAJLKSFASJKDFALKSJDASJK - esse é o meu sistema nervoso agora. Segurem o coração mais um pouco!! Acho que vou demorar um pouquinho... 

8 comentários:

  1. FKHFOUWHFOUHFE MENINA CM Q TU ACABA BEM NESSA PARTE? QIOEFHHQOHFIUFUIBF TO TENDO UM TRECO AQUI!!
    Calma, Isabela, surtar agora não vai resolver nada! kdfqefufyegf
    Chorei pakas lendo esse cap tbm! I need saber o que aconteceu com a Mel! x.x
    "Escutei passos no corredor e vi Nathan Sykes e Max George se aproximando. Fala sério, quem chamou esses caras?
    Eles e Peter se cumprimentaram e começaram a conversar como se fossem conhecidos de longa data. Saíam daí, o cunhado é meu"
    wkqhuhqfiuhiufhwuefh Harry tem ciúme até do Peter kkkkkkkkk pode isso, senhor?
    Ahhhhhhhhh meus fellings tão ainda mais abalados x.x quando q vc acha que continua?
    A fic ta perfeita! To in love por ela!
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehehe desculpa!!
      O Harry precisa controlar seu ciúme, plmdds
      Continuo hoje *-*
      Obggg

      Excluir
  2. Como VC pode fazer um negócio desse comigo?? Ahhh estou morrendo de curiosidade kkkkkkkkkkkkkk por favor não demora pra postar OK #StayStrongMel hahaha
    Beijinhos da Mel :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpaaa
      Posto hoje, se o wifi colaborar!!
      Bjj

      Excluir
  3. OMJ DO OLIMPO!
    Mas que zorra, não acredito que isso aconteceu..
    Posta logo vei posta

    ResponderExcluir
  4. OH SARA COMO É QUE VC PARA LOGO AGORA E AINDA AVISA QUE VAI DEMORAR UM POUCO!? VOU MORRER AQUI eu demorei pra comentar pq eu quase me desidratatei aqui chorando com esses capitulos! Tudo aconteceu tao rapidamente que eu com toda a minha lerdesa nao consegui acompanhar e quando li de novo eu comecei a chorar e nao parei mais. To chorando ate agora. Oh lord
    Ate mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehehe só uma semaninha!!
      Oh my god, não era minha intenção te desidratar.
      Até, bjbj

      Excluir